Newsletter

Newsletter

ENTIDADES PARCEIRAS

Tomou posse a diretoria Executiva do Grupas para 2021

Em cerimônia fechada, no dia 25 de Novembro, na sede da Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (Abralimp), aconteceu a posse da diretoria executiva do Grupo Gestores de Facilities (Grupas) para 2021 na presença dos Membros do Conselho dos Ex-presidentes do GRUPAS e representantes da anfitriã.

Confira os nomes e as fotos da ocasião:

 

Denise Cruz, Gerente Executiva da Abralimp e Antonio Gentil– Presidente eleito do Grupas.

 

Renato Rattis, Diretor de FM da Abralimp, Moacir Reis– Vice-presidente do Grupas, Antonio Gentil– Presidente eleito do Grupas e Ingrid Onias da Abralimp.

 

COVID-19: notícias falsas podem incentivar a utilização de produtos não efetivos para o combate ao vírus.

Embora a prevenção básica contra o novo Coronavírus já seja reconhecida, quando o assunto é a higienização dos ambientes de uso comum ainda existem dúvidas em relação aos produtos de limpeza efetivos ou não. Pensando nisso, Rui Monteiro, Presidente do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de São Paulo (SEAC-SP), afirma a necessidade de se contar com especialistas na hora de escolher seu parceiro na limpeza.

Ao mesmo tempo em que a internet facilita processos e dissemina informações com grande velocidade, as notícias falsas, famosas “fake news”, também ganham espaço.

E se engana aquele que pensa que os assuntos atingidos são banais: o novo Coronavírus foi um grande alvo das notícias falsas e, com isso, muitas informações sem fundamento ou veracidade foram passadas adiante.

Ao menos é o que demonstram os dados: uma pesquisa realizada pela Avaaz, mostrou que, em média, sete em cada dez brasileiros acreditaram em ao menos uma notícia falsa durante o período da pandemia. 

O número representa 110 milhões de pessoas que consomem a informação, na maioria das vezes, por intermédio das redes sociais, como Facebook e WhatsApp.

Esclarecimentos

Diante de um cenário preocupante, especialistas se posicionam. Para Rui Monteiro, Presidente do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de São Paulo (SEAC-SP), entender quais são os procedimentos e produtos que realmente são eficazes contra a COVID-19 é um grande diferencial, que pode trazer reforço nas questões de higiene.

“É importante lembrarmos que o vírus não apenas é transmitido pelo contato e pelo ar, mas também por superfícies. Por esse motivo, ter uma rotina de higiene, tanto pessoal quanto do ambiente, é indispensável”, comenta o especialista. “Contratar uma empresa especialista nos processos de limpeza mais efetivos pode ajudar não só a controlar a saúde do ambiente corporativo, mas também a prevenir doenças e, consequentemente, melhorar os resultados da própria empresa. Trata-se, assim, de uma escolha inteligente” complementa.

Uso comum

Além do uso da máscara, lavar as mãos com água e sabão é a primeira indicação. Porém não se limita a isso, uma vez que água e sabão não possuem ação antimicrobiana. Segundo o conselheiro técnico da Abralimp, Thiago Lopes, “A lavagem das mãos com água e sabão ajuda no combate devido ao arraste físico dos micro-organismos, mas não elimina os mesmos. Para maior segurança, pode-se finalizar a higienização das mãos com algum antisséptico para as mãos (gel, espuma ou spray)”.

Nos casos em que lavar as mãos não está ao alcance, é importante ter fácil acesso ao álcool gel 70%, e nos locais onde a limpeza já aconteceu, é recomendada a desinfecção com desinfetantes registrados na Anvisa para uso em superfícies em geral. “Lembrando que o álcool em gel ou qualquer solução antisséptica para mãos só será efetivo se as mãos não estiverem com sujeira visível, uma vez que os agentes bactericidas são consumidos pela sujeira”, ressalta Lopes. O mesmo se aplica às superfícies, que precisam estar limpas para depois serem desinfetadas, que é o processo de higienização.

Inclusive, é importante avaliar o que será limpo, uma vez que existem princípios ativos mais eficazes. “Temos o quaternário, a biguanida com quaternário ou o peróxido de hidrogênio por exemplo, que tem apresentado cada vez mais resultados positivos.”, diz o presidente.

Cuidados básicos

Se antes a limpeza já era importante, hoje é peça-chave – especialmente para o bom funcionamento das empresas, uma vez que o mundo corporativo não pode parar.

Por esse motivo, voltar a atenção para este pilar é um compromisso com a saúde de todos que circulam dentro de um local comum.

Com intuito de relembrar a todos que ambientes limpos impactam diretamente na produtividade e saúde de todos, o SEAC reforça sua missão com a campanha “Limpeza é saúde”, atendendo corporações de todos os segmentos e apoiando na contratação da limpeza profissional.

As empresas de limpeza que aderem à campanha recebem um Selo de Qualidade, que garante a eficácia e preocupação com as pessoas. Saiba mais: https://www.seac-sp.com.br/index.php/comunicacao2/campanha-limpeza-e-saude

 

15ª edição do Prêmio Abrafac Melhores do Ano.

A Associação Brasileira de Facility Management, Property & Workplace (Abrafac) promoveu em 5 de novembro a 15ª edição do Prêmio Abrafac Melhores do Ano. À exemplo do ano anterior, a classificação se deu por categorias com votação online devido aos protocolos de distanciamento social impostos pela pandemia.

Criada com o objetivo de promover o conhecimento e valorização de projetos realizados por profissionais e empresas do setor de Facility Management, a premiação colabora ainda com a disseminação de casos de sucesso no segmento.

Com transmissão online pelo canal oficial da entidade no Youtube, o evento contou com a apresentação de Thiago Santana, Ricardo Crepaldi e Irimar Palombo, além de convidados especiais que contribuíram com depoimentos a respeito da premiação e dos esforços do setor para aprimorar, cada vez mais, sua atuação.

Neste ano, 42 trabalhos foram inscritos com representantes de seis estados. O sistema de votação também foi online para atender aos protocolos sanitários. Além disso, esta edição foi marcada pela resiliência, já que o período atípico impostos aos profissionais do setor novos desafios.

Vencedores

Durante o processo que envolveu membros do Conselho da ABRAFAC, os inscritos foram distribuídos em oito categorias de julgamento com 16 jurados divididos nas categorias: Inovação Acadêmica; Suprimentos; Serviços; Gerenciamento, operação, manutenção e utilidades; Gestão Imobiliária e Propriedades; Responsabilidade Social e Sustentabilidade; Tecnologias; Space Planing.

Na primeira categoria - “Inovação Acadêmica” - foram indicados três colocados. Alex Ferreira Gonçalves (The dark side of home office: going beyond Myths); Elis Mayumi Yamamoto Borrelli (Requisitos para aplicação de modelos BIM nas atividades de manutenção e operação de edificações); Gustavo Henrique de Oliveira Pinheiros (Gestão estratégica de Facilities Management no setor sucroenergético); Julio César Franco Junior (BIM, facilities e Covid-19: digitalização na Bosch para enfretamento da crise); Marcos Vinícius Rosário da Silva (Tecnologias emergentes para criação de valor agregado junto às atividades de facility management). Alex Ferreira Gonçalves saiu como vencedor.

Na categoria “Suprimentos” o vencedor foi Wilson Olivo Junior, da Robert Bosch Ltda, com o Projeto Bundling MDS – Uma nova visão nos contratos de gestão. Já na categoria Gestão Imobiliária e Propriedades Daniel Abriatta, do Hospital Albert Einstein, levou a segunda colocação com o projeto Implantação de Mall no ambiente Hospitalar. Em primeiro lugar ficou Gianlucca Oliveira, da Cushman & Wakefield com “O uso de drones no gerenciamento de propriedades”.

Em “Serviços” o projeto que levou o primeiro lugar na premiação foi o aplicativo multimodal compartilhado Mobicity. Idealizado pelo head of Facilities Management & Corporate Mobility da Enel, Eduardo Bortotti Fagundes, junto a Luis Alberto Rezende Valerio, responsável pela área de Mobilidade e Viagens na empresa.

A Enel também ficou em segundo lugar na categoria Responsabilidade Social e Sustentabilidade com o projeto “Construções Sustentáveis – Certificação AQUA-HQE no Centro de Excelência Operacional da Enel RJ”, de Rodolfo Moreira Costa; e em segundo lugar na categoria Tecnologias com o projeto “Gestão de serviços através de novas tecnologias – Software de limpeza e manutenção predial”, de Jackson Oliveira Viana.

O analista de Engenharia, Gustavo Noan Nascimento, da Temon Serviços, levou o primeiro lugar na categoria “Gerenciamento, operação, manutenção e utilidades” com o projeto “Realidade Aumentada RA – aplicada nas operações prediais”.

A categoria “Gestão Imobiliária e Propriedades” teve como grande vencedor o gerente Operação Sênior da Cushman & Wakefield, Gianlucca Piva de Oliveira com o projeto “O uso de drones no gerenciamento de propriedades”.

O engenheiro de instalações industriais da Robert Bosch Ltda, Bruno Eduardo Medina, foi o destaque na categoria “Tecnologias” com projeto “IoT para Aparelhos de Ar-condicionado: uma solução para a gestão centralizada de múltiplos equipamentos”.

Sergio Athie, da Athie Wonhrart, foi o vencedor na categoria Space Planing com o projeto “Colégio São Luis Jesuítas – a educação do futuro, hoje”.

 

Compartilhe este conteúdo: