Newsletter

Newsletter

DESAFIOS NA ECONOMIA BRASILEIRA

No evento de lançamento da Higiexpo 2021 e eleição dos conselhos, a Abralimp organizou a palestra do economista-chefe do Daycoval Asset Management, Rafael Cardoso, intitulada “Guerra comercial e reformas: o que esperar da economia brasileira em 2020?”.

Cardoso destacou que o mercado externo traz muitas incertezas econômicas para o Brasil nos próximos anos. Ele estima que, apesar dos entraves mundiais e do cenário nacional, a economia brasileira tenha um crescimento mais sustentável. “Acreditamos que o Brasil apresente um crescimento médio do PIB de 3% ao ano na próxima década e uma inflação na casa de 3% em 2020”.

De acordo com ele, o cenário internacional é desafiador para o Brasil, uma vez que os três principais parceiros comerciais - China, Estados Unidos e Argentina - enfrentam problemas específicos. Sobre as medidas propostas pelo governo (como reforma previdenciária, tributária, autonomia do Banco Central e etc), ele comentou que não geram impacto positivo e recuperação econômica no curto prazo, mas são necessárias para melhorias no longo prazo. “Somente a previdência é responsável atualmente por 10% do PIB, um patamar muito alto”, ressalta.

Ele também cita como um dos principais aspectos que entravam o crescimento econômico do Brasil a elevada carga tributária e as dificuldades que o empresário brasileiro encontra para declarar os impostos. “No Brasil, gasta-se, em média, 2 mil horas para declarar impostos, enquanto que na Bolívia, gasta-se metade deste tempo”, exemplifica.

Compartilhe este conteúdo: